Localização História Estatística Política Cultura Variedade Vistas Personalidades Solidariedade Procurar Créditos Home

Francisco Vieira Nogueira - Seu Chiquinho


por
Prof. Adelmo Pires Barbosa

 


Francisco Vieira Nogueira - Seu Chiquinho

Seu Chiquinho

Hoje vamos falar de uma pessoa que viveu em Quatá, deixando a marca indelével de sua personalidade de homem justo, profissional dedicado e acima de tudo possuidor de um caráter filantrópico que pouco se viu no coração humano. Vamos falar de Francisco Vieira Nogueira, popularmente conhecido como "Seu Chiquinho", "Chiquinho Brando" ou mesmo "Chiquinho da Farmácia".

Vindo de Campos Novos, seu Chiquinho instalou-se em Quatá com sua Pharmácia Brando, na década de 1930, nome esse porque seu sócio chamava-se Bartholomeu Brando, que após algum tempo regressou para cidade de Assis, deixando somente seu Chiquinho na farmácia.

Bem cedo ainda perdeu a esposa, dona Cencinha.

Não havia na cidade , pessoa alguma que não tivesse passado pelas mãos do seu Chiquinho. Sim, porque ele como farmacêutico cuidava de todos que o procuravam. Seu Chiquinho sabia tudo, entendia de tudo - era farmacêutico, era médico, era enfermeiro e manipulava a maioria dos remédios receitados.

De quebra, era compadre de todo mundo. Era o juiz de Paz. Qual garota ou mãe de criancinha que não procurava seu Chiquinho para furar a orelha e por lindos brincos?

Qual criança que não tinha medo de tomar injeção ? Porém quando era o seu Chiquinho que aplicava, a coisa mudava de figura e quando menos se esperava, pronto, a injeção estava dada.

Toda garotada juntava vidros vazios de remédios para vender para o seu Chiquinho. O laboratório de usa farmácia era majestoso, com seus potes de porcelana branca perfilhados sobre o balcão, ostentando ainda lindos desenhos coloridos e inspirados na flora medicinal. Era uma coleção completa , com todos os compostos para manipulação dos remédios. 

Havia ainda um lindo jacarezinho de ferro, aberto ao meio, com várias graduações para amassar as rolhas dos vidros de remédio. Isso sem contar do foguinho azul , sempre a ferver as seringas que seriam utilizadas.

Gripe, resfriado, febre alta, maleita, mal-estar, enjôo, pés dedos ou mãos com cortes, dor de dente, feridas, dor-de-cabeça, inchaços torcicolos, dor d'olhos, dor de ouvido, dor de barriga, diarréia, tracoma, .... seu Chiquinho curava tudo !

Muito antes de existir a saudosa Casa de Saúde São Luiz, o verdadeiro hospital de Quatá foi a Farmácia do seu Chiquinho. Para ali acorriam todos, lançando suas esperanças no alívio da dor , nas mãos milagrosas do seu Chiquinho, saudoso e querido.

  Ricos , pobres, remediados, adultos, crianças, jovens, idosos, com dinheiro, sem dinheiro, todos eram atendidos da mesma forma, com o mesmo amor pelo seu Chiquinho. Até pela porta dos fundos !

A "Pharmácia Brando" ficava na avenida Rui Barbosa, esquina com a rua Pedro de Toledo ( hoje rua José Doering). 

Como isso não bastasse, ainda tinha o pessoal do sítio que vinha para a cidade, geralmente aos sábados, guardava seus cavalos carroças no quintal do seu Chiquinho, que também possuia um poço onde a grande maioria da cidade "puxava" sua água.

Qual garoto da época não se deliciou com as goiabas e laranjas no quintal do seu Chiquinho ?

Francisco Vieira Nogueira, hoje é nome de rua em nossa cidade, onde para coroar, ele foi Prefeito eleito unanimemente pelo povo,


Seus mandatos foram:
de 27 Abril 1936 a 19 Outubro 1936
de 30 Junho 1946 a 29 Março 1947
 de 01 Janeiro 1951 a 31 de Dezembro de 1955

 pois nem mesmo houve adversário que quisesse enfrentá-lo, pois antes de ser público, antes de ser político, seu Chiquinho foi homem essencialmente humano, cristão , com uma vida digna e inteiramente voltada para o próximo.

Faleceu subitamente em 1960.

 

Veja mais sobre sua vida no ítem Política / Prefeitos / Francisco Vieira Nogueira