Localização História Estatística Política Cultura Variedade Vistas Personalidades Solidariedade Procurar Créditos Home

QUATA - POLITICA - MARCOS PEREZ

Marcos Perez

Prefeito de Quatá, empossado em 24 de Novembro de 1998 e reeleito mais um mandato de 01 de Janeiro de 2001 a 31 de Dezembro de 2004, contudo sua gestão foi interrompida várias vezes . No primeiro mandato teve a aprovação popular nas suas ações , realizando obras na periferia de Quatá principalmente na Vila Margarida Maia, berço de apoio de sua reeleição. No  final do segundo mandato foi definitivamente afastado do seu posto  sendo acusado de várias irregularidades . 

Visualmente deixou uma cidade abandonada , cheia de buracos, jardins destruídos, dívidas no comércio, e o que foi relatado pela prefeitura na gestão posterior,  com problemas nos principais pilares estruturais : Educação, Saúde, Saneamento, Transporte, Esporte , Comunicação, Dívidas na previdência e com o governo Federal. Junto ao funcionalismo deixou dívidas com salários, décimo terceiro, cestas básicas etc. Culturalmente acabou com a Banda Sinfônica  e o incentivo ao Esporte. 

Veja abaixo as notícias da época:

 

Mais uma vez  um Prefeito de Quatá não termina o seu mandato.

Após investigação da Polícia Federal, investigação que ainda continua, conforme já apresentado na TV TEM, foi encontrado na prefeitura de Quatá inicialmente indícios e agora provas de uma companhia fictícia de Marília que fornecia notas frias abaixo do valor de R$8.000,00 evitando-se assim a prática de licitação, além do que não foram encontradas entradas das mercadorias mencionadas nestas notas.

Computadores e mais de 30 caixas de documentos e notas fiscais  foram levados pela Polícia Federal de Tupã. Como primeira ação, prefeito de Quatá Marcos Perez foi afastado e a investigação deverá continuar pois acreditam haver muitos envolvidos na corrupção.

Comenta-se que o afastamento teria sido ou por falta de colaboração ou omissão de informação , contudo coincide com as datas da abertura do inquerito policial.
Parece que a prática da corrupção virou coisa corriqueira nas cidades do interior. O povo incrédulo nas autoridades parecem não ligar mais para o que acontece. A Câmara de Vereadores peca ou por sua passividade,  ingenuidade ou pior , sua conivência.
Democracia, cidadania, moral parecem agora palavras com desvio de significado.

Quem ama a sua terra não deve ter medo nem vergonha de protestar e exigir justiça além  de uma investigação profunda e que se façam cumprir a lei . Repetidos casos de corrupção mostram que os cidadãos de Quatá não vem acertando na escolha e devem repensar na escolha de seus representantes.
www.quata.com.br

Jan de 2004

Em tempo: Fev. de 2004
Prefeito de Quatá retorna à cadeira que foi eleito e não ficará mais afastado. Enquanto isso, a investigação continua.

Informações retirada diretamente da reportagem pública exibida na TV Ten. Fica aqui aberto um espaço caso queiram colocar os pontos positivos desta gestão.